Professores

Professor de Trombone.

Luís Vieira

Luís Vieira

Trombone

Luís Claudino Carvalho Lopes Vieira, nasceu em Coimbra, em 1970. Desde tenra idade, despertou para o mundo da música pois o seu bisavô e avô paterno eram dois músicos de excelência que integravam a Banda de Música dos Bombeiros Voluntários de São Mamede de Ribatua (fundada em 1789), onde brilhavam, respetivamente, no Saxofone Barítono e no Contrabaixo. Foi também nesta Banda Filarmónica que iniciou os seus estudos musicais, usufruindo dos ensinamentos do Sr. Abílio Cartageno e do seu filho, o padre António Cartageno; primeiro, no Fliscorne e, depois no Trombone de Varas, bebendo da mestria do seu amigo João Bessa (passando pelo Trombone de Pistões, pelo Bombardino e pela Tuba).
Nesta fase da sua vida, ainda muito jovem, começou a desenvolver um gosto especial pelo Canto Coral e pela Composição, em parte devido à influência do seu futuro cunhado, Mário Pinto do Nascimento. E, em conjunto, fundaram o Coro de Câmara Ribatuense que espalhou a sua música vocal pelo país fora.
Mais tarde, complementou os seus estudos musicais no Conservatório Nacional de Coimbra – Curso de Trombone de Varas, sendo aluno de Francisco Pereira, Luís Fortuna, Rita Dourado, Maria José Nogueira, Paulo Tavares, Paulo Moniz e José Firmino, entre outros. Por esta altura, foi sedimentando os seus conhecimentos ao nível instrumental, fazendo estágios e masterclass de trombone de varas com alguns nomes ilustres, tais como Gilles Milliere, Joseph Alessi, Carlos Freitas e Godinho, entre outros. Foi, simultaneamente, incrementando os seus conhecimentos de prática e direção coral, nomeadamente, como primeiro tenor do Grupo Coral da ARS de Coimbra e também através da frequência de cursos de direção coral com Edgar Saramago, Virgílio Caseiro, Rui Ferreira, Cristina Faria, entre outros.
Entretanto, Licenciou-se em Professores de Educação Musical do Ensino Básico, ainda em Coimbra. Desta época, salientam-se as experiências resultantes do convívio com Edwin Gordon (ilustre pedagogo norte americano), Fernando Palacios (maestro titular da orquestra da Gran Canaria) e Paulo Gomes (pianista, mentor do Trio Paulo Gomes).
Paralelamente ao Curso do Conservatório e à Licenciatura, vai desenvolvendo a sua atividade musical como músico, professor e maestro em diversas Filarmónicas. Destacam-se, entre muitas, a Philarmonica Ançanense, a Sociedade Filarmónica Avelarense e a Filarmónica da Guia.
É fundador, e maestro, do Coral João Mendes da Fontela, Figueira da Foz. E foi aqui, nesta fase da sua vida, que impulsionou o seu gosto pela composição para formação vocal SATB e, na sequência desta atividade, alargou consideravelmente o leque compositivo a outras formações instrumentais. Desde logo, aquelas tradicionalmente mais tocadas pelas nossas filarmónicas: marchas de procissão e de rua; marchas de concerto; fantasias; etc.. É, hoje em dia, autor e arranjador de centenas de obras corais e instrumentais.

Fica a conhecer os nossos professores.

Vais ter o privilégio de tocar ao lado deles
Não vais querer ficar fora deste estágio. Inscreve-te já
Copyrights © 2018 Todos os direitos reservados por ArrudArtes.